Oferecer a proteção veicular ao público é uma arte. É um serviço que todo motorista precisa, mas nem todos conseguem perceber essa realidade a tempo. Muitas vezes ele só pensa em contratar a proteção veicular quando se envolve em algum acidente ou tem seu carro furtado. Esse é o desafio que se impõe na hora de vender a proteção veicular…

Como fazer o motorista entender que a proteção veicular é muito mais em conta do que o reparo de um simples arranhado na lataria?
Como mostrar para o motociclista que o valor que ele paga mensalmente para ter sua moto protegida é irrisório quando comparado com o prejuízo de tê-la roubada?
Como evidenciar que o caminhão é um veículo muito caro para andar longas distâncias sem a proteção veicular?

Como vender a proteção veicular

Como vender proteção veicular?Em resumo, a pergunta é essa do título: como vender proteção veicular?

Como se não bastasse essa dificuldade de ver que andar desprotegido não compensa, quem vende proteção veicular ainda tem que lidar com as ambiciosas seguradoras, que, às custas dos motoristas, têm um lucro líquido astronômico todos os anos. De acordo com a SUSEP, neste ano de 2019 o lucro líquido do setor foi algo em torno de R$ 17,8 bilhões.

Com isso o desafio não diminui, mas aumenta pois na venda da proteção veicular é preciso mostrar para o motorista que já tem seguro que ele está pagando muito mais caro do que o necessário para manter o carro protegido.

Observando todo esse cenário, hoje a gente vai falar um pouco sobre os diferenciais que temos para vender a proteção veicular. Você vai ver que a venda da proteção veicular é muito mais simples e objetiva do que parece, basta que você esteja atento a alguns detalhes e se importe verdadeiramente com o motorista.

Escolha uma boa Associação para trabalhar

O primeiro ponto que você não pode negligenciar é a escolha da APV com a qual vai trabalhar. Nenhum negócio vai pra frente se o serviço não for de qualidade e não cumprir com o que promete.

Por isso, pesquise bem acerca da associação de quem você vai vender a proteção veicular e esteja alinhado com relação aos preços e principalmente aos prazos.

Aqui na Exclusive somos rigorosos com relação ao cumprimento dos prazos estabelecidos no nosso regulamento e esse cumprimento deve estar alinhado com seus potenciais clientes para evitar transtornos e mal entendidos posteriores.

Aqui é importante salientar que, apesar de sabermos que a proteção veicular compensa e de que a atividade das associações é amparada na legislação,

Use e abuse das vendas cruzadas

Se você já tem um estabelecimento, como uma troca de óleo, uma borracharia ou algo relacionado ao universo dos automóveis, procure oferecer a proteção veicular juntamente com seus produtos e serviços.

Uma troca de óleo, por exemplo, pode oferecer a troca mensal do óleo para associados. Pode oferecer a limpeza do carro mensal… São infinitas possibilidades que você precisa avaliar para conseguir vender mais proteção veicular para aqueles que já estão na sua base de clientes.

Venda proteção para quem quer proteção

Quem precisa comprar proteção veicularNão adianta insistir na venda da proteção veicular com motoristas que não enxergam o problema de andar desprotegido. É claro que tem quem não sabe do problema e são casos diferentes!

Quem não sabe que a proteção veicular é importante ou não parou pra pensar a respeito disso ou simplesmente nunca teve problemas com  acidentes, furtos, roubos ou fenômenos da natureza. Com essas pessoas é válido conversar e mostrar que, ao contratar a proteção, elas poderão ficar tranquilas desde em situações de furto até em situações de alagamentos.

Quem não enxerga o problema de não ter a proteção veicular é um caso à parte e nós sinceramente não recomendamos que você insista pois essa pessoa não está no momento de comprar a proteção. Dificilmente ela vai comprar pois mesmo sabendo ela ainda não vê valor na tranquilidade que a proteção do veículo oferece. Infelizmente é provável que ela só passe a enxergar a importância da proteção quando se envolver em alguma situação que seria coberta se ela tivesse a proteção do automóvel.

Utilize também as redes sociais

As redes sociais são perfeitas para encontrar novos clientes para proteção veicular. Você pode ter uma página no Facebook, um grupo ou ainda um perfil no Instagram. Obviamente as redes sociais vêm e vão, portanto, é imprescindível ficar atento às novidades, como o TIk Tok atualmente.

Além de poder vender diretamente, as redes sociais são úteis pois te possibilitam checar o que está acontecendo na vida dos seus potenciais clientes. Você pode ver as alterações nos status dos usuários, como propostas de casamento, e identificar bons momentos para oferecer a proteção veicular.

Como se não bastasse, além de vender de forma direta e analisar o momento da vida dos usuários, com as redes sociais você ainda pode criar campanhas de links patrocinados para atingir seu público de forma mais eficiente pagando apenas pelos cliques que seu anúncio receber. É uma atividade avançada, mas com ajuda de um especialista é possível atingir excelentes resultados com esse tipo de propaganda online.

Participe de feiras e eventos de automóveis

Uma outra dica para você vender mais proteção veicular é participando ativamente de feiras de automóveis. Essa é uma maneira excelente de se inteirar do que está acontecendo no mercado e, conhecendo novas pessoas, você pode fazer parcerias muito lucrativas.

Eventos de carros, de motos e de caminhões são grupos muito bem organizados e se integrar nessa organização pode ser um divisor de águas para sua carreira de vendedor. Imagine fazer uma parceria com o Clube do Palio, por exemplo. Você poderia oferecer a proteção veicular para todos seus integrantes e os dois lados ganham!

Entenda o pensamento do cliente

Entenda o pensamento do clienteVender proteção veicular é simples para quem consegue compreender como o proprietário do carro pensa.

Se quer comercializar proteção veicular você precisa saber o que é importante para o dono do veículo. É preciso pensar sobre o que eles andam procurando, sobre o que ele gosta de conversar, seus medos, seus anseios, etc.

Você precisa estar atento ao comportamento dos motoristas, à forma como eles interagem com a realidade que os cercam e só então deve conseguir negociar um serviço como a proteção veicular.

Para ilustrar, você não vai conseguir distribuir proteção veicular para quem não se importa com o carro, para quem não liga em ter um amassadinho aqui, outro acolá. Antes de abordar um potencial cliente é preciso trabalhar bem seus argumentos para vender segurança veicular.

Entenda que ele pode ter dúvidas sobre o associativismo, sobre as diferenças entre associação e cooperativa e sobre diversos outros itens que permeiam as transações da proteção veicular.

É importante ter em mente que as empresas que vendem seguro de automóvel são todas privadas e visam o lucro. Esse ponto é chave para fechar o negócio haja vista que é rato encontrar um motorista que prefere pagar para enriquecer as seguradoras do que contribuir mensalmente para proteger o veículo de todos os associados.

Informe o cliente, mostre pra ele a razão do preço baixo da proteção veicular e o porquê do custo tão alto do seguro de carros, motos e caminhões. Se você mostrar pra ele que é vantajoso, certamente ficará mais fácil concretizar a venda.

Fale a linguagem do motorista

Não precisa ser nenhum gênio para entender que o motorista só vai comprar a proteção veicular que você vende se ele compreender o que você diz. Ele precisa ser capaz de entender seu discurso e isso só acontece quando se pratica uma comunicação clara e objetiva.

Viver e estudar o mercado de proteção veicular aumenta a quantidade de termos específicos sobre o tema e isso pode acabar atrapalhando na conversa com o possível comprador. Por isso, abandone os termos técnicos e converse utilizando as palavras do próprio cliente.

Se ele não usa nenhum termo rebuscado, evite elaborar demais suas frases. Procure ser mais objetivo e a venda certamente ficará mais fácil.

Procure “traduzir” os termos técnicos desse universo para que o cliente compreenda de forma simples sobre o que você está falando.

Quando usamos a mesma linguagem que o cliente, conseguimos ter a certeza de que o que estamos dizendo é exatamente aquilo que o cliente está entendendo. Passe sua mensagem com clareza, analise o discurso, inclusive as mensagens escritas, para assegurar que são claras e concisas.

Sempre que possível, nivele-se com o cliente. Fale no nível dele. Se o cliente tiver pouco grau de escolaridade, seja ainda mais simples! Se ele for uma pessoa com algum grau de informação, não cometa equívocos básicos, inclusive na linguagem oral.

Melhor forma de vender proteção veicular

Vender proteção veicular não é para amadores. As seguradoras investem pesado em publicidade, inclusive com o objetivo de difamar as associações.

Por isso, estude e seja sempre absolutamente transparente e honesto. Nenhum cliente gosta de ter a sensação de que o vendedor está querendo apenas vender. Seja AMIGO do seu cliente e ele comprará a proteção para o veículo contigo.

A EXCLUSIVE DO BRASIL é uma Associação de pessoas que se preocupa verdadeiramente com a tranquilidade do cliente. Possuímos um plano excelente para que você possa se tornar um consultor de sucesso e passe a vender proteção veicular na sua região.

Quer saber mais? FALE CONOSCO!

Estamos sempre prontos para te ajudar a vender mais e vender melhor apresentando todas as vantagens da proteção veicular. Conheça as vantagens de trabalhar com a Exclusive e seja um consultor de proteção veicular na sua cidade!