Mais sustentáveis, veículos movidos a baterias garantem ar mais limpo nas cidades e possuem menores custos de manutenção.

Veículos elétricos não têm descarga

Você já parou para pensar que um carro 100% elétrico não possui escapamento?

Pois é! Isso acontece porque os modelos movidos a baterias recarregáveis não precisam consumir combustíveis fósseis para o seu funcionamento. Eles apenas utilizam a energia gerada pelas baterias, que possibilitam a movimentação do automóvel.

Garantindo um ar mais limpo, os veículos elétricos ainda contribuem para a redução das ilhas de calor nas grandes metrópoles, bem comum no tráfego intenso de veículos, e possuem uma maior eficiência em energia que os movidos a gasolina, etanol ou diesel.

Segundo dados do Inventário de Emissões Atmosféricas do Transporte Rodoviário de Passageiros no Município de São Paulo, os carros são responsáveis por 72,6% da emissão de gases do efeito estufa e destruição da camada de ozônio, já que a queima de combustível – a combustão – libera CO2, monóxido de carbono e outros gases nocivos.

Essa situação já é evitada pelos carros elétricos.

Carros elétricosVeículos elétricos são silenciosos

Outro tipo de poluição que o elétrico evita é a sonora. Bem mais silencioso, ele não tem aquele tradicional ronco do motor e das trocas de marchas, sendo que boa parte dos automóveis movidos a baterias possuem apenas os modos D (drive), P (park), N (neutro) e R (ré).

Os modelos mais modernos vêm, inclusive, sem a alavanca de câmbio na cabine, possibilitando o comando do motorista apenas por botões próximos ao console e pedais de acelerador e freio.

E esse fato de não ter câmbio também ajuda em menores custos de manutenção, sendo que o mesmo vale para os motores, que são mais simples nos elétricos.

Impostos menores

Os impostos também são menores, no caso do IPVA e, dependendo da região do País em que você comprar o veículo, ainda poderá receber outros descontos em tributos.

Por outro lado, o que as fabricantes e ambientalistas ainda buscam é uma forma de o veículo movido a energia elétrica ter um processo de produção mais sustentável, principalmente no desenvolvimento de suas baterias e na reciclagem delas.

É bem verdade que o motor a combustão não deve morrer por aqui tão rápido. Ainda precisamos aumentar nossa frota de híbridos e elétricos, além de recebermos melhorias na infraestrutura das estradas e das cidades para comportar milhões de carros elétricos em circulação ao mesmo tempo.

As melhorias passam muito pela maior popularização e distribuição dos carregadores. Esse processo precisa ocorrer simultaneamente com o crescimento da frota de veículos elétricos no Brasil.

Pensando nisso, as montadoras, principalmente as europeias, estabeleceram parcerias para disponibilizar mais pontos de carregamento em locais de grande circulação e muitas vendem veículos já com um carregador para ser colocado na residência do motorista.

Esse é o único caminho para o futuro? Talvez não, mas com certeza faz parte de um processo para tornar a utilização dos veículos mais sustentáveis e agredir menos o meio ambiente.

O mercado brasileiro tem uma matriz energética limpa e isso é trunfo para os carros elétricos que estão chegando no nosso mercado.

Com essa crise hídrica, veremos cada vez mais pequenos empreendimentos também apostando na energia solar. Quem sabe novas possibilidades podem aparecer para os nossos carros no futuro…

Fonte: Icarros.